quarta-feira, 29 de julho de 2009

Decálogo do escritor


I – Pense antes de escrever. Qualquer tipo de escrita, antes de tomar forma de texto, deve existir na mente do autor.

II – Escreva para os leitores e não para si mesmo. O texto é um diálogo do autor com outros e não consigo mesmo. Escrever para si mesmo resulta em excesso de subjetividade e falta de clareza.

III – Não peça para amigos avaliarem seus textos. Muitos elogios são apenas fruto de sociabilidade. A avaliação deve ser feita por quem realmente analise seu trabalho, mesmo que seja seu amigo.

IV – Copiar estilos é normal para quem se inicia, afinal há muitos bons exemplos de escrita agradável, sedutora e bem sucedida. Escrever uma grande obra é o sonho de todo escritor e nada melhor do que beber em fontes seguras.

V – Busque seu próprio estilo. Há sempre um modo novo, interessante ou curioso de abordar um tema. A melhor forma de naufragar é tentar ser quem não se é. Alguns possuem habilidade para textos literários, outros para textos técnicos; alguns demonstram aptidão para ficção nas suas mais variadas formas, em prosa ou poesia e outros, para não-ficção. Descubra seu lugar.

VI – Seja claro, simples e objetivo. Se o leitor tiver que ler várias vezes o texto para entendê-lo, o trabalho está mal escrito.

VII – Não queira tornar-se um bom escritor antes de ser um bom leitor. Estude e leia tudo que estiver relacionado a esta atividade. Na escrita, 99% é trabalho e 1% é inspiração. Há muitos autores que se nomeiam autênticos porque não querem conhecer seus predecessores.

VIII – Pense sempre no leitor. Se for uma história ou ficção, como o leitor deve tomar conhecimento dela de forma a estimular suas sensações? Se não é ficção, que informações ele deve encontrar para que mereça sua leitura?

IX – Respeite seu argumento. A diferença entre conversar sobre um tema e apresentar o mesmo tema num livro é que o autor deve gastar todo o tempo possível na elaboração da idéia central e na forma de transmiti-la.

X – Ao descobrir o argumento, estruture uma ordem crescente de desenvolvimento e crie elementos para manter o interesse em todo o texto. Elabore a linguagem de modo singelo, sem afetação ou pedantismo e crie imagens na cabeça do leitor.

Nenhum comentário: