terça-feira, 4 de maio de 2010

Método Cartesiano e Abordagem Sistêmica: diferenças

A teoria do conhecimento hoje não trabalha mais com esquemas fechados, embora em algumas áreas, como a do Direito, tal modelo ainda seja empregado. Para orientar sobre as diferenças de método entre os modelos mais usuais, segue as distinções entre o chamado método cartesiano e a abordagem sitêmica.


Método Cartesiano
a) nunca aceitar nada como verdadeiro, desde que não seja evidente, para evitar a precipitação e a prevenção; b) dividir cada dificuldade em tantas parcelas quanto possível para melhor as resolver; c) conduzir por ordem os pensamentos, dos conhecimentos mais fáceis para os mais difíceis, numa escala ascendente de dificuldade; d) fazer enumerações tão completas e revisões tão gerais que se tenha certeza de nada omitir.


Abordagem Sistêmica
1) nunca se deve deixar de colocar sob dúvida a definição de um objeto se a percepção que dele temos se alterar; 2) o objeto deve ser percebido globalmente e como parte de um todo maior; 3) o objeto deve ser interpretado a partir de suas inter-relações com os demais objetos do sistema e sem observar qualquer arbitrária lei de dificuldades; 4) não há recenseamento exaustivo de elementos a considerar, apenas o funcionamento de uma totalidade sob exame.

Nenhum comentário: